Mãe de Laureta será humilhada pela cafetina por motivo surpreendente, em Segundo Sol

Para proteger Remy, Laureta o esconderá na casa de sua mãe, a velha Dulce, que será interpretada pela grande atriz Renata Sorrah. Porém, engana-se quem pensa que a megera vai tratar bem a mulher que lhe trouxe ao mundo, pois ela deixará todos de queixo caído.

Laureta levará o irmão até a casa, depois de ser ameaçada por ele. Logicamente que, a presença de Remy acabará deixando a esquizofrênica revoltada, pois ela demonstrará ter algum tipo de trauma envolvendo homens.

Que lugar é esse que você tá me levando, nesse fim de mundo? Só pode ser algum tipo de armadilha, é isso? Eu lhe mato! Não tô nem aí que você é minha irmã, eu meto uma bala na sua cabeça”, ameaçará ele.

“Calma, meu Deus! Eu tô lhe levando para a casa, irmãozinho! Nós estamos indo de volta para a casa, Remy!”, falará a cafetina. “Que lugar é esse? Que bizarro! Tá parecendo que eu tô em um cenário de filme de terror! E… que cheiro mais estranho é esse? Cheiro de bicho morto, de coisa estragada, podre! Eu não vou ficar hospedado nesse muquifo de jeito nenhum”, rebaterá Remy.

“Muquifo? Você tem coragem de chamar assim a casa de minha família? ”, perguntará Laureta, que será surpreendida por uma velha mendiga.

Ela vai estar segurando uma espingarda e perguntará: “Quem tá aí, quem está entrando… Saiam já de minha casa!!!!”. “Sou eu, abaixa essa espingarda! Remy, essa é Dulce, minha mãe”, apresentará a cafetina.

Ela detalhará tudo para ela, dizendo que Remy irá ficar uns dias lá, mas ela demonstrará não estar feliz com a ideia: “Mas era só o que me faltava, trazer homem pra dentro de casa… eu não quero saber de raça nenhuma de homem aqui, nenhum vale nada! Não quero, suma daqui, vá embora com ele!”. Laureta então ficará irritada e esbravejará contra a mãe: “Vai me desobedecer, é isso mesmo? ”.

“Depois aguente as consequências, sua velha maluca, porca, imunda!!! Vou mandar matar essas galinhas! ”, ameaçará ela. “Não… minhas filhinhas!!!”, protegerá Dulce. “Então trate muito bem meu amigo, ou já sabe! ”, rebaterá Laureta. A mãe falará que ele pode ficar, porém destacará que sempre foi esquecida pela filha.

“Não fale besteira! Como esqueci, se eu tive aqui a semana passada! ”, dirá Laureta, e a mãe desmente: “Você adora me confundir, faz mais de dois anos que você não vem aqui em casa, eu anoto tudo! Aqui a folhinha, tá escrito todas as suas visitas”, Laureta responderá que o calendário é de 1976 e a mãe soltará um grito: “Muito pior então, tem mais de dois anos”.

“Lau… Lau… não me leve a mal, mas eu tô fora de ficar em hospício, nem de camisa de força eu fico! Você acha que eu vou ficar com essa velha louca, Laureta? Tá variando igual a ela?”, perguntará ele.

“Quer lugar melhor pra se esconder? Ninguém sabe nada dessa louca. Pelo que consta ela deve estar sendo considerada morta”, falará Laureta.

“Essa é a casa dela, a nossa casa! Eu fui criada aqui, sozinha, eu e ela… Depois que ela se desiludiu com meu pai, nosso pai, ela ficou internada por vários anos…. Depois que ela deixou o hospital psiquiátrico, eu trouxe ela pra cá. E ela nunca mais se aproximou de homem nenhum…”, explicará Laureta, revelando seu passado.

“Eu sempre quis ter você ao meu lado, meu irmão, e agora tenho, não disso que somos uma família? Então segure sua onda, é por pouco tempo, e é melhor do que ser preso, não é?”, finalizará ela, que o manterá escondido em um quartinho.

A cena descrita acima irá ao ar na última semana de outubro e poderá sofrer algumas alterações.