Fabiana é pega em flagrante, dá chilique e tem final engraçado, em O Outro Lado do Paraíso

Todos os fãs da trama global O Outro Lado do Paraíso devem estar desejando saber qual será o destino final da irritante Fabiana. Como já era de se imaginar, a dondoca finalizará a trama dando chilique atrás das grades.

A loira acompanhará Renato ser morto na sua frente antes de receber voz de prisão por ter participado no sequestro do filho de Clara.

Já presa, a loira ficará apavorada ao encarar as outras detentas. “Eu não posso ficar aqui. Não posso ser presa. Sou Fabiana de Sá Junqueira. Pertenço a alta sociedade brasileira. Me tirem daqui”, gritará ela.

A ex-ricaça, que teria somente uma participação pequena na trama das nove, retornou nos últimos meses porque sua vilã fez sucesso.

Fabiana concordará em ajudar a sequestrar o filho de Clara juntamente com Renato na penúltima semana da novela. Ela será capaz até mesmo de apontar a arma para o garoto.

Já no cativeiro, a loira fará muita graça e ficará reclamando de tudo, como sempre. Mas ela também tentará impedir que o médico louco corte a orelha da criança para mandar para Clara. Ao notar que Renato está decidido a retirar um pedaço do garoto, ela pedirá, ao menos, que ele dê uma anestesia porque está com dó.

Felizmente, o garoto não terá sua orelha cortada. Juvenal, que também estará como refém, discutirá com Renato e, no meio do bate-boca, Clara ligará para o celular do Renato para combinar a entrega do pagamento do resgate.

O sequestro terminará com o sequestrador sendo enganado, e o cativeiro sendo invadido. Gael, será ferido, e Renato morto com um tiro no pescoço.

“A senhora está presa como cúmplice de sequestro”, dirá Bruno, antes de algemar Fabiana. “Hein, sou Fabiana de Sá Junqueira. Não posso ser presa”, rebaterá ela. “Vai, pro camburão”, mandará o delegado.

Ela será encaminhada para à cadeia. “Gente, que lugar é esse. Vocês estão errados. Não devem saber quem sou eu. Não sou do tipo de pessoa que pode ser presa”, gritará ela.