“Deus salve o Rei”: Catarina colocará a culpa da guerra em Amália

Catarina cometerá mais uma maldade e dará um jeito de colocar a responsabilidade da guerra entre Montemor e Artena na personagem Amália em “Deus Salve um Rei”.

Isso porque foi ela quem motivou Afonso a ceder o trono e passá-lo para Rodolfo. E, com o início da guerra, Afonso irá para o campo de batalha contra o seu próprio reino.

Amália, então, decidirá ir até o castelo e invadi-lo para ter notícias do seu amado, conforme informações do jornalista Daniel Castro.

“Olha, se você nunca tivesse atravessado o meu caminho, certamente ele seria o rei de Montemor! E, diferente do estúpido do Rodolfo, ele nunca teria declarado guerra a Artena”, dirá a filha de Augusto.

“Fico muito admirada ao ver que vossa alteza acredite que uma única mulher, uma simples plebeia, seja capaz de causar uma guerra. Existem muitos responsáveis por este conflito acontecer, sem dúvida. Mas, certamente eu e Afonso não temos nada a ver com o que está acontecendo. Tudo que a gente sempre desejou foi viver em paz, que nos deixassem em paz. E é assim que viveremos assim que essa guerra chegar ao fim”, afirmará Amália.

Devemos avisar que, todo o conflito foi uma armação de Catarina e Rodolfo. Brevemente, os dois amantes serão pegos aos beijos pelo rei Augusto.

“Não tem nada de errado, eu fiz somente o que era necessário, meu pai. E tudo que eu decidi fazer foi pelo bem de Artena. Foi um grande caminho, além de muito tortuoso, mas também, muito bem-sucedido”, comentará ela.

“Foi uma guerra! ”, protestará Augusto. “Então, desde o começo… Agora estou entendendo tudo, os acontecimentos fazem sentido”, racionará ele.