Desirée emociona Juvenal com sua história de vida e algo inesperado acontece, em “O Outro Lado do Paraíso”

Ao descobrir que sua noiva era uma prostituta, Juvenal a desprezou, pois não lidou bem com as mentiras contadas pela mulher que se dizia pura e virgem.

Porém, no capitulo que será exibido nesta segunda-feira (26), a quenga conseguirá emocionar o seu ex-noivo ao contar detalhes de sua vida e os motivos que a levaram a se tornar uma mulher da vida.

Desirée irá procurar o lapidador para saber o porquê ele não foi à aula de Estela. “Eu estou muito cheio de trabalho, eles estão trabalhando mais rápido do que antes. Tem muitas esmeraldas para lapidar”, explicará ele.

A jovem, porém, insistirá no assunto: Ah, imaginei que fosse por minha causa. Pra não me ver”, apostará Desirée. “Ah… Como se eu tivesse motivo pra te evitar. Eu não estou nem aí pra você”, falará ele, demonstrando frieza.

Ave, Juvenal. Eu preferia que você me dissesse que me odeia, que tem raiva. Mas não estar nem aí pra mim. Dói muito, é pior”, revelará a prostituta do bordel de Leandra.

Juvenal aproveitará o momento para alfinetar ainda mais a sua ex: “Já está de noite, deve tá no seu horário de serviço. Veio fazer o que aqui? ”.

“Você me despreza tanto, porque Juvenal? ”, perguntará ela. “Só sei que você não é mulher pra mim”, responderá o lapidador. “Você me trata como se eu tivesse escolhido essa vida”, observará ela. “Se você está nela é por sem-vergonhice”, atacará seu ex-noivo.

Ela dirá para Juvenal que tem sentimentos, mas ele a criticará novamente dizendo que ela só se faz de sofrida, pois ainda deseja dar o golpe e se casar com ele. É então que ela decidirá contar toda a sua história de vida.

“Olha, eu ainda era uma mocinha… Quando um namorado prometeu se casar comigo. A gente acabou tomando as liberdades, não vou mentir. Más lá onde eu morava, o povo pensa como antigamente. A família pegou a gente em flagrante, meu pai decidiu me colocar para fora de casa. Meu namorado sumiu no mundo. Eu nem tinha estudado ainda, estou aprendendo a ler agora. Não sabia nada do mundo. Ia fazer o que? Acabei caindo na vida. Mas não foi por querer não. Nem por gostar”, lembrará ela, se mostrando emocionada.

“Eu… Sinto muito, não sabia que você tinha passado por tudo isso, que sua vida era assim”, se abalará Juvenal. “Vocês homens sempre pensam que a mulher entra nessa vida de quenga por sem-vergonhice. Mas se é sem-vergonhice, e vocês? Que vão lá, e nem perguntam da gente, do nosso destino? Só querem aquilo que cê sabe. Juvenal, você tem sido muito injusto comigo”, retrucará Desirée, com lágrimas nos olhos.

Ele ficará muito sem graça e não responderá nada, porém ficará comovido com o desabafo de Desirée.

Mas eu vejo que não adianta falar dos meus sentimentos, que vocês todos pensam do mesmo jeito. Eu estou indo embora… Pro meu serviço, como você mesmo disse. Boa noite”, finalizará Desirée.

Assim que ela sair da casa do lapidador, ele decidirá chamá-la, mas ela já vai estar longe e não ouvirá o chamado de seu ex-noivo.